Sintra Short Film Festival
11-15 April 2018

Pt En

Prémios Córtex 2018

Grande Prémio de Júri Competição Nacional

"Os Humores Artificiais" de Gabriel Abrante

Prémio de Júri
Competição Internacional

“The Wizard of U.S." de Balbina Bruszewska

Menção Honrosa Competição Nacional

"Tudo o que Imagino" de Leonor Noivo

Prémio de Público Competição Nacional

"Surpresa" de Paulo Patrício

Prémio
Mini Córtex

"In a Heartbeat" de Esteban Bravo e Beth David

Program

Spot Córtex 2018

Córtex 8ª edição
Apresentação

A 8ª edição do Córtex – Festival de Curtas Metragens de Sintra, ficará assinalada na história do festival como o ponto de viragem.  Em 2018 vamos explorar novas frequências. 
Novos sentidos em diferentes rumos.
Este ano arriscámos tudo na maior transformação do festival desde o seu nascimento, e começámos por dar mais quatro dias de vida ao Córtex, que passa assim a ter 8 dias de programação.
Pela primeira vez iremos estrear uma longa metragem a nível nacional, na sessão de abertura, abrindo a porta a um novo formato. 
“Safari” é o polémico filme do incontornável realizador austríaco Ulrich Seidl, nunca antes exibido em território nacional. Para acolher esta estreia convidámos o Cinema Ideal que se juntou numa parceria com o Festival Córtex, que pela primeira vez, estende a sua programação ao concelho de Lisboa. 
Para além da estreia do filme “Safari”, o Cinema Ideal irá exibir de 12 a 18 de Abril, uma programação especial do Festival Córtex, numa extensão que conta com uma retrospetiva das primeiras obras de Ulrich Seidl e com o melhor que se tem feito a nível nacional nos últimos anos no formato da curta-metragem e que esteve em exibição nas edições anteriores. 
O Centro Cultural Olga Cadaval continuará a ser palco da mais importante programação do nosso festival. A homenagem dedicada ao Ulrich Seidl conta ainda com a exibição das suas primeiras curtas metragens que também vão ser exibidas em estreia absoluta em Sintra.
Para além disso, será também em Sintra que as sessões da competição nacional e internacional terão lugar, como é hábito.
Mas a nossa transformação não fica por aqui. Foi criada uma secção de curtas metragens que pretende unir jovens adolescentes e seniores. Em vez de separarmos estes dois mundos como é habitual no nosso contexto social, criámos uma secção com uma programação que vai aliar avós e netos adolescentes. Juntam-se assim às secções Minicortex e Hemisfério, uma nova secção chamada Frontal. O objetivo é derrubar a barreira que tantas vezes separa os mais velhos dos mais novos e usar o cinema como motor. Foi preparada e pensada toda uma seleção de curtas metragens nacionais que comunicam perfeitamente e de forma transversal com estas idades. A nossa proposta é aliar diferentes gerações e decifrar o que os une em vez de sublinhar o que os separa, dando a conhecer aos mais velhos a realidade dos mais jovens e vice versa. 
Nesta edição o Hemisfério será inteiramente dedicado ao Viena Shorts, festival de renome de curtas metragens de Viena, fazendo a ponte mais uma vez entre o país do realizador homenageado e o Córtex. 
O MU.SA (Museu de Artes de Sintra) continuará a ser palco da programação paralela do festival com concertos a acontecer na sexta e no sábado.
Para quem dirige e produz este festival, o mais importante continua a ser o mesmo desde o primeiro dia: ser uma plataforma de divulgação do formato da curta metragem.
Este ano, tornamos a curta maior do que nunca, dignificando e promovendo o incrível trabalho realizado dentro e fora de Portugal

Michel Simeão e José Chaíça, diretores Festival Córtex