9º FESTIVAL DE CURTAS METRAGENS DE SINTRA
3-10 DE ABRIL 2019

Pt En

RETROSPECTIVA GABRIEL ABRANTES


Liberdade Gabriel Abrantes, Benjamin Crotty - Portugal, Angola, 2011, 17’, FIC - Produção: A Mutual Respect Productions

Filmado em Luanda, Angola, esta história visualmente arrebatadora de romance, crime e disfunção eréctil narra a relação entre um menino Angolano e uma menina Chinesa à medida que tentam forjar uma identidade partilhada e transcultural.

 

Palácios de Pena Gabriel Abrantes, Daniel Schmidt - Portugal, 2011, 58’, FIC - Produção: A Mutual Respect Productions

Uma era e um género radicalmente estilizados, misturando uma amálgama de melodrama relativo ao atingir da maioridade, concursos medievais e alegorias políticas. Duas irmãs adolescentes lidam com a morte da sua avó, a sua rivalidade de longa data e a sua herança de um imenso castelo com um sombrio passado fascista.

 

Olympia I & II Gabriel Abrantes, Katie Widloski - EUA, 2006, 8’, FIC - Produção: Gabriel Abrantes

Este díptico radical reformula a pintura canónica de Manet como um psicodrama escandaloso: na primeira parte, uma prostituta (Katie Widloski) e o seu irmão (Gabriel Abrantes) lutam contra os seus impulsos incestuosos; na segunda parte, uma prostituta (Abrantes) lida com a solidão numa noite lenta para o negócio.

 

Visionary Iraq Gabriel Abrantes, Benjamin Crotty - Portugal, 2008, 17’, FIC - Produção: Gabriel Abrantes

A encarnar os irmãos Kuchar, Gabriel Abrantes e Benjamin Crotty desempenham todos os papéis dentro de uma família Portuguesa cujos filhos incestuosos - um filho com o cabelo à Justin Bieber (Crotty) e uma filha adotiva Angolana (Abrantes) - se alistaram no exército e estão prestes a embarcar para uma visita ao Iraque.

 

Too Many Daddies, Mommies and Babies Gabriel Abrantes - Portugal, 2009, 24’, FIC - Produção: Gabriel Abrantes

Dois ativistas ecológicos abandonam os seus esforços para tentar salvar a Amazónia a fim de constituir uma família, apenas para que a tragédia aconteça à sua mãe de aluguer nesta ultrajante versão Warholiana dos The Weepies.

 

A History of Mutual Respect Gabriel Abrantes, Daniel Schmidt - Portugal, 2010, 24’, FIC - Produção: A Mutual Respect Productions

Uma meditação lúdica, mas séria, sobre a amizade, a competição e o desejo carnal, desenrolada em cenários exuberantes da selva e da arquitetura modernista de Brasília.

 

Baby Back Costa Rica Gabriel Abrantes - Portugal, 2011, 5’, FIC - Produção: A Mutual Respect Productions

Três raparigas estão a ser levadas para casa num Mini Cooper S. Falam sobre os namorados, as mães dos namorados, os carros das mães dos namorados e o judaísmo. Depois de aquecerem umas pizzas, vão nadar na piscina. 

 

Fratelli Gabriel Abrantes, Alexandre Melo - Portugal, 2012, 17’, FIC - Produção: A Mutual Respect Productions, A Vida Artística

Gabriel Abrantes e Alexander Melo desconstroem a primeira parte de "Taming of the Shrew", de Shakespeare, sob a forma de uma divertida e vibrante ode ao bacanal, ao classicismo e ao homoerotismo.

 

Ornithes - Birds Gabriel Abrantes - Portugal, 2012, 17’, FIC - Produção: A Mutual Respect Productions

Um diretor inexperiente de teatro chamado Gabriel Abrantes tenta encenar uma produção fiel de Os Pássaros de Aristófanes no Haiti, apenas para as pessoas locais perderem a paciência com sua abordagem excessiva.

 

Ennui Ennui Gabriel Abrantes - Portugal, 2013, 30’, FIC - Produção: Les Films du Bélier

Esta farsa delirante de espionagem (cujo elenco inclui Edith Scob e Esther Garrel) lembra o que poderia ter acontecido se Zero Dark Thirty tivesse sido escrito por Georges Bataille.

 

Taprobana Gabriel Abrantes - Portugal, Sri Lanka, 2014, 24’, FIC - Produção: A Mutual Respect Productions

 

Um retrato sensual e debochado do poeta nacional português Luís Vaz de Camões oscilando na fronteira entre o Paraíso e o Inferno.

 

Freud and Friends (Freud und Friends) Gabriel Abrantes - Portugal, Suíça, 2015, 23’, FIC - Produção: IndieLisboa - Associação Cultural, Gabriel Abrantes

Com a ajuda dos mais consagrados neurocientistas, “Herner Werzog” viaja ao interior do cérebro de artistas e cineastas de todo o mundo e documenta os seus sonhos. Em Lisboa, o jovem realizador Gabriel Abrantes será a vítima desta experiência.

 

O Corcunda Gabriel Abrantes, Ben Rivers - Portugal, França, 2016, 29’, FIC - Produção: A Mutual Respect Productions, Les Films du Bélier

Uma delirante transfiguração do conto O Corcunda das Mil e Uma Noite, em versão Sci-Fi. O Rivers e o Abrantes submergem o espectador numa distopia futurista , aonde a Dalaya.com, uma empresa omnipotente, força os seus empregados a participar em programas de reintegração emocional simulando outras épocas.

 

A Brief History Of Princess X Gabriel Abrantes - Portugal, Reino Unido, 2016, 7’, FIC - Produção: LUX / ICO, Les Films du Bélier, Hermaphrodite Films

Um retrato delirante da escultura Princess X de Constantin Brancusi, uma controversa escultura em bronze, que começou como um busto da igualmente controversa sobrinha bisneta do Napoleao, a Marie Bonaparte.

 

Os Humores Artificiais Gabriel Abrantes - Portugal, 2017, 29’, FIC - Produção: Herma Films

Os Humores Artificiais foi rodado no Mato Grosso (Canarana e nas aldeias Yawalapiti e Kamayura dentro do Parque Indígena do Xingu) e em São Paulo. Misturando certa estética hollywoodiana com abordagens típicas do registo documental, o filme conta a jornada de uma jovem indígena que se apaixona por um robô.